Important:

Quaisquer soluções e/ou desenvolvimento de aplicações pessoais, ou da empresa, que não constem neste Blog podem ser tratados como consultoria freelance.

...

Views

6 de maio de 2012

VBA Outlook - Como enviar um e-mail com uma assinatura dinâmica - How to send an email with an automatic signature



Imagine-se mudando a sua assinatura eletrônica dependendo da empresa, cliente, com quem está trocando mensagem. 

Dependendo do conteúdo que estiver enviando como um relatório, um Dashboard, etc...

Recurso útil? Talvez não, mas um excelente modo de aprimorar seu conhecimento sobre o MS Outlook.

Sub MailWithSignat()

    Dim olMailItem As MailItem
    Dim ns As NameSpace
    Dim olRecips As Recipient
    Dim tmpRecips As String
    
    
    Set ns = Application.Session
    
    If Not ns Is Nothing Then
        ns.Logon , , False, False
    End If
    
    Set olMailItem = Application.CreateItem(olMailItem)
    
'   Let olMailItem.Body = "Body of Test Email"
    Let tmpRecips = InputBox("Enter the recipients separated by ;")
    
    Set myRecips = myMailItem.Recipients.Add(tmpRecips)
    
    Let olRecips.Type = olTo
    Let tmpRecips = InputBox("Enter the CC recipients separated by ;")
    
    If InStr(tmpRecips, "@") Then
        Set olRecips = myMailItem.Recipients.Add(tmpRecips)
        Let olRecips.Type = olCC
    End If
    
    Let tmpRecips = InputBox("Enter the BCC recipients separated by ;")
    
    If InStr(tmpRecips, "@") Then
        Let Set olRecips = olMailItem.Recipients.Add(tmpRecips)
        Let olRecips.Type = olBCC
    End If
    
    Set olRecips = Nothing
    
    olMailItem.Subject = "Subject of Test Email"
    
    If Len(Dir("c:\\TestFile.txt")) Then
        olMailItem.Attachments.Add "c:\\TestFile.txt"
    End If
    
    olMailItem.Display
    
    Let olMailItem.Body = "Body of Test Email" & myMailItem.Body
    
    olMailItem.Send
End Sub 


Tags: VBA, Outlook, signature, automatic, automation

Inline image 1

4 de maio de 2012

LinkedIn - O perfil profissional que as empresas procuram no mercado.

Logo LinkedIn
A internet possui uma série de redes sociais, para públicos e propósitos diferentes. Entre elas, há uma que, embora seja muito conhecida, muitas vezes é utilizada para uma finalidade diferente daquela para a qual foi idealizada.

O LinkedIn é uma rede destinada a mostrar um perfil profissional, não somente para quem está em busca de um novo emprego ou uma recolocação no mercado. Ele também pode servir para encontrar parcerias, investidores, empreendedores para um novo negócio, companhias para as quais você possa prestar consultoria etc.

Diferente de uma rede social como o Facebook, a ideia do LinkedIn não é ser um lugar para você encontrar amigos ou conhecer pessoas novas, compartilhar fotos ou pensamentos pessoais. Trata-se de um local para você adicionar informações de cunho profissional e localizar conexões associadas com a sua carreira ou negócio.

As empresas contratam pela atitude, porque as atividades somos capazes de desenvolver. Precisamos sair da descrição do cargo e ir para a ação. É a atitude emocional que faz a diferença. 

Quando olhamos para a realidade das empresas, precisamos de alguém que seja capaz de se auto-liderar para poder remar contra a correnteza e ser ético; garantir a sobrevivência da sua empresa e gerar valores de forma recorrente sustentável, de forma a gerar cada vez mais resultados com cada vez menos recursos. Cidadania, responsabilidade social e mais respeito ao meio-ambiente.

Sempre acompanho quem tem dado uma olhada no meu perfil e não canso de me surpreender sobre os perfis e as localidades.


Os profissionais precisam ter competências que sejam canalizadas para a geração de negócios para a empresa. São pré-requisitos: agilidade, coletividade e capacidade de gerar valor agregado ao produto. O profissional hoje precisa ser multifuncional, ter habilidade para trabalhar em equipe e ter uma série de atitudes resultantes de uma vertente ética pesada. Que seja capaz de compatibilizar inteligência, experiência e expertise, transformadas em valores éticos, e que tenha uma visão global mesmo que ele não trabalhe fora do país. Ao lado disso, ele precisa ser capaz de entender as estratégias de sua empresa, capaz de se auto-liderar a ponto de fazer parte dos grandes desafios que as empresas enfrentam, que são produzir mais com cada vez menos recursos de forma sustentável, recorrente, com responsabilidade social e respeito ao meio-ambiente. Estes são os caminhos que temos que tentar completar. Isso é o que cada um de nós terá que prover para garantir a própria empregabilidade. Eu preciso de uma empresa que seja socialmente justa, ambientalmente responsável e economicamente viável.

1 de maio de 2012

MS Office 15 suportará padrão de documentos abertos ODF 1.2

Inline image 1
Microsoft também irá suportar o ODF 1.2 na sua suíte de escritório na nuvem, Office 365

A Microsoft demonstrou suporte ao padrão Open Document Format (ODF) 1.2 - o formato de documento nativo do OpenOffice.org 3 e LibreOffice 3 - em uma apresentação da próxima suite de produtividade Office 15, e planeja lançar uma versão beta com o recurso nos próximos meses. A apresentação foi feita durante o Plugfest ODF, realizado em Bruxelas na semana passada.

O Plugfest, ou teste de interoperabilidade, foi organizado pela Sociedade OpenDoc, criada para promover o ODF no momento em que a Microsoft tentava tranformar o formato de documento proprietário OOXML padrão ISO. O ODF 1.0 já havia sido adotado como um padrão internacional, ISO / IEC 26300, e uma variante do OOXML foi adotado mais tarde como ISO / IEC 29500.

O uso de formatos de documentos abertos padrão é importante para o arquivamento e o intercâmbio de informações. Os documentos legados em formatos proprietários podem se tornar inacessíveis se o software original usado para criá-los não estiver mais disponível. Em contrapartida, é possível continuar a decodificar os documentos salvos em formatos abertos ou padrão, pois qualquer aplicação compatível com os padrões é capaz de fazer o trabalho.

A versão atual do Microsoft Office já pode ler e gravar documentos em formato ODF 1.1, mas o padrão mudou: A The Organization for the Advancement of Structured Information Standards (OASIS) aprovou a versão 1.2 em setembro passado , e além da OpenOffice.org e da LibreOffice, já é suportado pelo Gnumeric, Google Docs, Office Softmaker, EuroOffice, WebODF, Zoho Office, AbiWord e a suite Calligra.

Michiel Leenaars, vice-presidente da OpenDoc Society, saudou a decisão da Microsoft de suportar o ODF 1.2.

A adoção do padrão de documentos abertos permitirá que os clientes da Microsoft possam se comunicar melhor com usuários de outros software de produtividade. O uso do ODF liberta os usários que tradicionalmente estavam ligadas a um ambiente de software, explica Leenaars. "O tempo que só tinhamos um computador em nossa mesa ficou para trás. Nós agora temos tablets, telefones celulares e uma variedade de outros dispositivos para acesso à informação".

A Microsoft planeja lançar uma versão beta pública do Office 15 no segundo trimestre, mas alguns desenvolvedores já estão fazendo testes com uma versão Technical Preview, sob NDA (acordo de não revelação de informações).

No Plugfest, a Microsoft permitiu que os participantes fizessem o upload de documentos no formato ODF 1.2 através de uma interface Web para uma visualização da máquina executando o Office 15, evitando a necessidade de assinatura do NDA. Essa máquina, em seguida, devolveu o documento ODF ou um arquivo PDF para mostrar como o Office poderia imprimi-lo.

Quando a Microsoft lançar o Office 15, ele irá atualizar os clientes Office, Office 365, Exchange e Sharepoint para dispositivos móveis e PCs, ao mesmo tempo .

Reference::
idgnow


TagsPlugfest ODF, Office 15,  LibreOffice 3, OpenOffice.org 3, Open Document Format (ODF) 1.2, Microsoft, OOXML,ISO,ISO / IEC 26300, ISO / IEC 29500, OASIS, Gnumeric, Google Docs, Office Softmaker, EuroOffice, WebODF, Zoho Office, AbiWord, Calligra, Office 365, Exchange, Sharepoint, Plugfest ODF,

Office 365, Exchange, Sharepoint, Plugfest ODF, LibreOffice 3, OpenOffice.org 3,
ODF, OOXML,ISO, OASIS, Gnumeric,Google Docs, Softmaker, EuroOffice, WebODF, Zoho, AbiWord, Calligra,

Inline image 1

SQL Access - Selecionando registros especificados dentro de um período - Select specified amount of rows older than specified datetime



Construir scripts SQL é uma arte aliada a um bom conhecimento técnico. De vez em quando é bom nos aprofundarmos um pouco mais sobre as limitações e alcance do comandos e cláusulas SQL. Por exemplo, é bom saber que:

Há um limite no número de ANDs que você pode usar em uma instrução SQL SELECT não documentado. O limite é 99 ANDs e numa cláusula WHERE é de 99 ANDs em uma cláusula HAVING

Microsoft Access retornará as seguintes mensagens de erro quando exceder esse limite: 
Expressão muito complexa
- ou -
Consulta é muito complexa.

O erro também pode ocorrer se a consulta incluir uma expressão de função Switch() que contenha mais de 13 conjuntos de argumento. A solução alternativa é criar uma função definida pelo usuário (UDF) que incorpore a instrução Select Case e chamá-la da consulta.

Existem processos que precisam estar submetidos a períodos como datas e horários. Também é necessário submetê-los a um ranking e etc... Como podemos efetuar essas cláusulas em tabelas, de modo que fiquem condicionados aos períodos, horários e de um modo ranqueado? O modo como escrevemos o nosso código SQL é que definirá o retorno da nossa consulta. Por isso demonstro algumas técnicas de como isso pode ser feito (Divirtam-se):

' Este código retorna todos os emails cadastrados numa tabela chamada
"Mails" , cujo o campo "timeReceived" (que registrou a gravação dos
' registros) tenha ocorrência com o período inferior a '2012-04-28 08:53:00'.
 
"SELECT * FROM ( SELECT * FROM Mails WHERE (timeReceived < '2012-04-28 08:53:00' ) )";
 
Este código retorna todos os emails cadastrados numa tabela chamada
"Mails" , cujo o campo "timeReceived" (que registrou a gravação dos
' registros) tenha ocorrência com o período igual a '2012-04-28 08:53:00'. 
' Ordenando o resultado pela coluna timeReceived em ordem descendente.

"SELECT * FROM Mails WHERE (timeReceived =  '2012-04-28 08:53:00' ) ORDER BY timeReceived DESC";

Este código retorna todos os 30 primeiros emails cadastrados na tabela
"Mails", cujo o campo "timeReceived" (que registrou a gravação dos
registros) tenham ocorrência com o período inferior a '2012-04-28 08:53:00'.
Ordenando o resultado pela coluna timeReceived em ordem descendente.

SELECT TOP 30 * FROM Mails WHERE timeReceived  < '2012-04-28 08:53:00'  ORDER BY timeReceived DESC

Este código retorna todos os 25 primeiros emails cadastrados na tabela
"Students", cujo o campo "GraduationYeartenham ocorrência com o período
' igual a '2012'Ordenando o resultado pela coluna GradePointAverage em
' ordem descendente.

SELECT TOP 25
FirstName, LastName
FROM Students
WHERE GraduationYear = 2003
ORDER BY GradePointAverage DESC

Este código retorna todos os 30 primeiros emails cadastrados na tabela
"Mails", cujo o campo "timeReceived" seja inferior a '2012-04-28 08:53:00'.
Ordenando o resultado pela coluna GTimeReceived em ordem descendente e
Ordenando a coluna MailID em ordem crescente

SELECT TOP 30 *
FROM Mails
WHERE timeReceived < '2012-04-28 08:53:00'
ORDER BY timeReceived DESC, MailID ASC
   
Este código retorna todos os 30 primeiros emails cadastrados na tabela
' "Mails", cujo o campo "timeReceived" seja inferior a '2012-04-28 08:53:00'.
Ordenando o resultado da coluna GTimeReceived em ordem descendente

SELECT top 30 *
FROM Mails
WHERE timeReceived < '2012-04-28 08:53:00'
ORDER BY timeReceived desc
Reference::
http://office.microsoft.com/en-us/ac...313511033.aspx
http://office.microsoft.com/en-us/ac...314971033.aspx

Tags: SQL, Access, Top, descend, ANDs, AND, HAVING, SELECT, DESC, ASC, UDF

Inline image 1

As 50 Maiores empresas Farmacêuticas - Em Vendas - The 50 Largest Pharmaceutical Companies by Sales






A indústria farmacêutica é uma indústria altamente rentável, e as ações farmacêuticas foram por muito tempo consideradas como investimentos conservadores que ofereciam crescimento lento e constante com rendimentos atraentes. No entanto, algo mudou nas duas últimas décadas. Embora as margens de lucro dos medicamentos de grande sucesso sejam altas, o lucro das empresas farmacêuticas estão sob enorme pressão devido a vários fatores, incluindo questões regulamentares, altos índices de P & D gastos, tempo para a aprovação da FDA, custos legais, etc...



Apesar destas questões, as ações de algumas empresas farmacêuticas são boas oportunidades de investimento a longo prazo. Por exemplo, empresas que têm alta exposição aos mercados emergentes oferecem um potencial para o crescimento na demanda de drogas que cresce nesses países. Por exemplo, a fabricante dinamarquesa Novo Nordisk (NVO) é líder mundial no tratamento do diabetes. Com diabetes se tornando mais prevalentes em países emergentes como a China, a Novo Nordisk pode tocar neste grande mercado em crescimento. De acordo com uma estimativa, o número de chineses portadores de diabetes tipo 2 pode chegar a 80 milhões nos próximos 15 anos. A partir deste ano, a China é o terceiro maior mercado para a Novo Nordisk ea segunda maior do mercado de insulina.




Tags: 50, Pharma, Farmacêutica, company, companies, empresas, companihas  




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vitrine